Banco do Brasil reduz aportes mínimos de 32 fundos de ações para 1 centavo

Gestora do BB ainda reduziu valor de entrada e taxas de administração em outras famílias de fundos

Por Nathália Larghi, Valor Investe — São Paulo



A BBTVM, gestora de recursos do Banco do Brasil, reduziu taxas e os aportes iniciais de alguns dos fundos de investimentos de seu portfólio. A ação, segundo a companhia, tem o objetivo de "permitir que mais clientes experimentem fundos sofisticados, sem a necessidade de grandes aportes".


Nos fundos de ações, 32 produtos passaram a ter aporte inicial de R$ 0,01. Desses produtos, um deles exigia R$ 15 de investimento inicial; 26 exigiam entrada de R$ 200; um tinha aporte mínimo de R$ 5 mil; um de R$ 10 mil e três de R$ 25 mil.

Já em alguns fundos multimercados da família Multimercado Global Private (BB MM Global Vita Pvt, BB MM Global Green Pvt, BB MM Global Dividends Pvt e BB MM Global Innovation Pvt), o ticket de entrada saiu de R$ 25 mil para R$ 1 mil. Segundo o BB, esses fundos têm alocação balanceada entre ativos negociados no Brasil e ativos negociados no exterior. "A parcela enviada ao exterior concentra a alocação em ativos de renda variável, alinhados à temática de cada fundo, com proteção cambial. A parcela mantida no Brasil implementa uma estratégia multimercado de baixa volatilidade buscando otimizar a carteira via instrumentos de renda fixa, renda variável e derivativos", afirma o BB em nota. No caso de fundos indexados ao Ibovespa e ao índice IBR-X, o BB reduziu as taxas de administração. "Assim, os fundos BB Ações Indexado Ibovespa I FIC e BB Ações Indexado IBR-X I FIC tiveram suas taxas de administração total reduzidas de 2,00% para 1,0% ao ano".

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo