Médico é demitido após denunciar superlotação em hospital de Marília

Hospital das Clínicas nega relação da demissão do profissional com postagem de vídeo nas redes sociais mostrando pronto-socorro lotado. Conselho Regional de Medicina vai investigar o caso.





Um médico que postou um vídeo na semana passada mostrando a situação de superlotação da ala de pronto-socorro do Hospital das Clínicas (HC) em Marília (SP) foi demitido após a repercussão da denúncia nas redes sociais.

O Conselho Regional de Medicina (Cremesp) foi acionado e diz que vai investigar o caso. Em nota, a Famar, fundação privada que gerencia o HC, negou que a demissão tenha qualquer relação com a divulgação do vídeo.

As imagens foram feitas pelo médico Ricardo Cruz de Rezende Paoliello. Segundo ele, as pessoas que estavam na enfermaria lotada do PS pediram a ele alguma ajuda. Paoliello afirmou ainda que entende a demissão como um fato “normal”.


patrocinio:



6 visualizações0 comentário